TV Folclore Portugal

Vídeos in youtube quelhasgoncalves

Loading...

Visualizações ao Blog cultural

Por favor siga as instruções:

Por favor, caso queiram ver as "Mensagens antigas" neste blogue no fim de cada página, CLIC na Página: "Mensagens antigas" e para voltar "Página inicial" Obrigado.
Nota breve: Este blogue é composto por vários Administradores, façam deste espaço o vosso espaço inter-cultural!

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Personalidades! Autores de valor, mal vistos pela sociedade.

Imagenes para tu hi5 y myspace Homenagem . Aos autores povoenses ou radicados na Póvoa de Lanhoso. Promover artistas é preciso, (sejam eles quem for ou domínio que sejam।) Hoje em dia o poder político, comunicação social e público em geral, a nível local e nacional, só dão louvores aos artesãos, escritores, dançarinos, músicos, e outros, somente depois deles terem ganho um prémio por mérito próprio ou depois mesmo de eles terem morrido!

65 comentários:

Anónimo disse...

«Comunicado / Esclarecimento

Os accionistas do sistema multimunicipal Braval - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S. A.: AGERE, Municípios de Amares, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde, reúnem anualmente em Assembleia Geral, com vista à aprovação das contas e análise do desempenho do Conselho de Administração.

Efectivamente, fazia parte da ordem de trabalhos da última Assembleia Geral, à semelhança do ocorrido em 2005 e 2007, o preenchimento da vacatura existente, após renúncia ao cargo do administrador Sr. Gaspar Borges.

Em 2004, a AGERE, accionista maioritário da Braval, após um processo público de privatização, foi alienada em 49% à GESWATER, consórcio constituído pelas empresas Domingos da Silva Teixeira, S. A. (DST), Alexandre Barbosa Borges, S. A. (ABB) e Rodrigues e Névoa, S. A. (RN)

O acordo entre a GESWATER e a AGERE prevê a indicação de um administrador no Conselho de Administração da Braval, de 2 em 2 anos, na rotatividade apresentada pela GESWATER. Assim, em 2005, foi nomeado José Teixeira (DST) e, em 2007, Gaspar Borges (ABB).

À semelhança de anos anteriores, o Presidente do Conselho de Administração não Executivo, renuncia a qualquer tipo de remuneração.

Os accionistas da Braval respeitam os acordos estabelecidos entre a AGERE e a GESWATER, segundo os quais a GESWATER tem o direito de indicar um Administrador.

Os accionistas, em Assembleia Geral, votaram por unanimidade a proposta dos Órgãos Sociais apresentada pela AGERE, proposta essa que sabem ser absolutamente legal.

Os accionistas da Braval:
AGERE
Município da Póvoa de Lanhoso
Município de Vila Verde
Município de Amares
Município de Vieira do Minho
Município de Terras de Bouro»

Anónimo disse...

«Braga: Alegre contra a nomeação de Domingos Névoa

O deputado socialista apelou à direcção do PS para que tome uma reacção

Manuel Alegre apelou esta quinta-feira à direcção do PS para que reaja à eleição de Domingos Névoa para a presidência da empresa intermunicipal Braval, dizendo que essa nomeação contraria os «valores éticos» do partido e da democracia.

«O PS tem que reagir. Nós não podemos apenas criticar quando essas coisas são feitas por outras forças políticas. Temos de dar o exemplo», afirmou o deputado socialista.

As declarações de Manuel Alegre foram feitas na Assembleia da República, depois de questionado pela agência Lusa sobre a eleição do empresário da Bragaparques, que em Fevereiro foi condenado por corrupção, para presidente da administração da Braval.

Manuel Alegre considerou que a nomeação do empresário da Bragaparques constituiu «uma falta de respeito por uma decisão da justiça». «Entendo que estamos perante uma clara falta de respeito democrática», salientou.

Ainda de acordo com o ex-candidato presidencial, a nomeação de Domingos Névoa «é também algo que entra em confronto com os valores éticos e políticos que estiveram na origem da formação do PS e da própria democracia portuguesa».

Manuel Alegre deixou depois um recado à direcção do PS. «Há coisas mais importantes do que os votos e do que os cálculos eleitorais. Há os valores que estão na Constituição, há os valores que estão na Declaração de Princípios do PS e há os valores éticos da democracia. Essa nomeação é um acto de provocação», frisou.

A empresa intermunicipal Braval trata os resíduos sólidos dos municípios de Braga, Póvoa de Lanhoso, Vieira do Minho, Amaras, Vila Verde e Terras de Bouro.

Domingos Névoa foi condenado no dia 23 de Fevereiro deste ano a pagar uma multa de 5.000 euros pelo crime de corrupção activa para acto lícito, numa acção denunciada pelo vereador da Câmara Municipal de Lisboa eleito pelo BE José Sá Fernandes.»

Fonte: TVI

Reciclagem aumenta na área da Braval disse...

Reciclagem aumenta na área da Braval

A quantidade de resíduos recolhidos nos ecopontos geridos pela Braval aumentou 16 por cento relativamente a 2007, batendo, mais uma vez, «o recorde desde o início da recolha selectiva», de acordo com informação da empresa.

Durante 2008, foram recolhidas 12 475 toneladas de resíduos recicláveis nos ecopontos existentes na área de abrangência da Braval (Amares, Braga, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde), enquanto que em 2007 o valor ficou-se pelas 10 813 toneladas.

As embalagens (plástico e metal) foram os materiais com um aumento mais significativo (cerca de 23 por cento), o papel e cartão aumentou cerca de 14 por cento e o vidro aumentou ainda 15 por cento, sendo ainda o material mais recolhido nos ecopontos, quase metade (5835 toneladas).

Para este resultado, «muito contribui o aumento do número de ecopontos existentes na área Braval, ao longo dos últimos anos, um grande esforço financeiro que tem vindo a dar frutos e que será para continuar com a colocação de mais ecopontos subterrâneos», destaca Pedro Machado, administrador-delegado da empresa.

Em declarações ao AmbienteOnline, o responsável lembra que, em 2000, apenas foram recolhidas 1000 toneladas nos ecopontos.

Braval: justificar o injustificável disse...

Braval: justificar o injustificável

Os accionistas da Braval vieram, em comunicado à imprensa, tentar justificar o injustificável, procurando converter a eleição de Domingos Névoa para a presidência da Braval num simples acto corrente de gestão e naturalmente resultante da privatização parcial da AGERE.

Pode admitir-se que invocar o acordo parassocial da AGERE seria uma explicação para que a Geswater detivesse a presidência da Braval, mas nunca justificaria que um condenado por corrupção ocupasse esse lugar.

Em tempo oportuno o Bloco de Esquerda pronunciou-se contra a privatização da AGERE, tendo mesmo sugerido a realização de um referendo local, dado tratar-se de matéria não apresentada aos cidadãos na campanha eleitoral. Dessa privatização voltaremos a falar oportunamente, sendo a posição do BE clara: a água é um bem público, que em circunstância alguma deve ser colocado à disposição dos privados para a acumulação de lucros.

Mas o que está em causa neste momento, e é bom que os partidos se pronunciem de forma inequívoca sobre isso, é se Domingos Névoa deve ou não ser destituído do cargo para que foi eleito. Com a certeza de que quem não se pronunciar está a aceitar a justificação pífia dos que o elegeram, e a ser objectivamente conivente com a corrupção.

Ricardo Rio, líder do PSD em Braga, e autoproclamado futuro presidente da Câmara, endossa todas as responsabilidades para Mesquita Machado, tentando branquear o comportamento dos presidentes de câmara do seu partido que votaram a nomeação de Névoa. Ricardo Rio esquece-se que ele e o seu partido são co-responsáveis pela privatização de 49% da AGERE, tendo à época lamentado que não se privatizasse mais de 50%. Se agora está arrependido das consequências dessa privatização, também aqui é bom que exista coerência entre o discurso e a prática e que Ricardo Rio exerça a sua influência junto dos autarcas social-democratas para que se pronunciem a favor da destituição de Domingos Névoa. De outra forma poder-se-á concluir que os presidentes de câmara PSD são coniventes com Mesquita Machado e que o discurso da transparência de Rio só é válido na oposição.

O Secretariado Distrital do Bloco de Esquerda
Braga, 2 de Abril de 2009

Assine a petição para a destituição de Névoa aqui: http://www.petitiononline.com/nevoanao/


Alegre condena nomeação de Névoa
02-Abr-2009

Esquerda.net - Depois de João Cravinho, também o deputado socialista Manuel Alegre condenou a nomeação de Domingos Névoa para presidente da Braval.
Entretanto, o Bloco de Esquerda de Braga apresentou em conferência de imprensa uma petição dirigida às câmaras que integram a Braval, para que destituam Névoa.
A petição pode ser consultada em petitiononline.com/nevoanao/petition.html

Ler mais e comentar...


Petição para destituição de Domingos Névoa da presidência da Braval
01-Abr-2009
O Bloco de Esquerda de Braga apresentou hoje em conferência de imprensa uma petição dirigida às câmaras do distrito que integram a Braval, no sentido de destituirem Domingos Névoa do cargo de presidente da entidade.
A petição pode ser consultada e assinada aqui http://www.petitiononline.com/nevoanao/petition.html

Primeiros subscritores - Fernando Nunes da Silva, urbanista, professor catedrático do IST – Saldanha Sanches, fiscalista, professor universitário – Pedro Soares, geógrafo, coordenador autárquico do BE – João Delgado, professor, deputado municipal em Braga – Francisco Louçã, economista, deputado – João Semedo, médico, deputado – Alda Macedo, professora, deputada – João Teixeira Lopes, sociólogo, professor universitário – Custódio Braga, professor, Braga – Adelino Mota, deputado municipal em Famalicão – Sofia Carvalho, escultora, Braga – José Gonçalves da Silva, deputado municipal em Braga

Para: Câmaras municipais de Braga, Póvoa de Lanhoso, Amares, Vila Verde, Terras de Bouro e Vieira do Minho

Considerando que Domingos Névoa foi eleito, por unanimidade, presidente da empresa intermunicipal “Braval”, de modo indigno para a democracia, a transparência e a luta contra a corrupção.

Considerando que o referido cidadão foi condenado a 23 de Fevereiro pelo crime de corrupção activa, na sequência da tentativa de corrupção do vereador da Câmara de Lisboa José Sá Fernandes.

Considerando que como agente corruptor Domingos Névoa deve merecer a censura e não o prémio daqueles que são eleitos pelo povo para gerirem a coisa pública.

Os abaixo-assinados reclamam junto das câmaras municipais de Braga, Póvoa de Lanhoso, Amares, Vila Verde, Terras de Bouro e Vieira do Minho, para que reconsiderem na sua decisão e destituam Domingos Névoa do cargo para que foi eleito.


Domingos Névoa deve ser destituído de presidente da Braval
30-Mar-2009
A notícia de que Domingos Névoa é o novo presidente da empresa intermunicipal “Braval”, eleito por unanimidade, não pode deixar de ser considerada como um prémio para este empresário, que se tornou conhecido do país pela tentativa de corrupção do vereador Sá Fernandes, pela qual foi condenado há pouco mais de um mês.

É revelador de total despudor e falta de vergonha que representantes do poder local democrático (Braga, Póvoa de Lanhoso, Amares, Vila Verde, Terras de Bouro e Vieira do Minho) tenham aceitado sem sobressalto o nome de Domingos Névoa, como se nada de anormal existisse no seu curriculum público.

Os accionistas da Braval parece terem levado à letra a sua missão de “valorização e tratamento de resíduos sólidos” e só assim pode compreender-se que pretendam reabilitar Domingos Névoa, que pela sua acção corruptora deveria merecer a censura daqueles que são eleitos pelo povo para gerirem a coisa pública.

O Bloco de Esquerda responsabiliza particularmente Mesquita Machado por fazer representar a Câmara Municipal de Braga (através da AGERE, onde detém participação maioritária) por um condenado em matéria directamente ligada com o poder local.

A Braval cheira mal e precisa de ser limpa, começando pela destituição do corruptor Domingos Névoa do cargo para que foi eleito. Em nome da transparência e da democracia.

Braga, 30 de Março de 2009
O Secretariado Distrital do Bloco de Esquerda

Anónimo disse...

o assunto aqui proposto não é este, tanto nevoa ou nevada tanto val, "Regionalização: uma vantagem para Portugal?"

"jackpot" disse...

Euromilhões: Combinação vencedora
03 de Abril de 2009, 22:28

Lisboa, 03 Abr (Lusa) - A combinação vencedora do concurso de hoje do Euromilhões é composta pelos números 02 - 20 - 24 - 32 - 46 e as estrelas 01 e 09.

O primeiro prémio do Euromilhões desta semana é um "jackpot" de 28 milhões de euros.

ALF.

Lusa/fim.

Futebol disse...

Futebol: Liga (23ª jornada) - Classificação após um jogo
03 de Abril de 2009, 23:31


CASA FORA TOTAIS
Class Clubes V E D GM GS V E D GM GS J V E D GM GS P
1 FC PORTO 6 4 1 16 6 8 2 1 25 9 22 14 6 2 41 15 48
2 SPORTING 7 1 3 19 9 6 4 1 11 5 22 13 5 4 30 14 44
3 BENFICA 7 3 1 15 8 5 4 2 21 13 22 12 7 3 36 21 43
4 SP. BRAGA 7 2 3 15 6 3 5 2 10 9 22 10 7 5 25 15 37
5 NACIONAL 6 4 2 19 12 4 2 4 15 12 22 10 6 6 34 24 36
6 LEIXÕES 3 5 2 13 13 6 3 3 11 11 22 9 8 5 24 24 35
7 MARITIMO 6 3 2 18 12 3 4 4 10 10 22 9 7 6 28 22 34
8 GUIMARAES 3 4 3 8 8 5 2 5 15 16 22 8 6 8 23 24 30
9 ACADEMICA 7 4 1 15 9 0 3 8 5 15 23 7 7 9 20 24 28
10 EST. AMADORA 5 4 2 12 10 1 5 5 8 16 22 6 9 7 20 26 27
11 NAVAL 1ºMAIO 4 2 4 10 12 2 3 7 10 17 22 6 5 11 20 29 23
12 P. FERREIRA 5 2 4 17 13 1 2 8 12 23 22 6 4 12 29 36 22
13 SETUBAL 5 0 6 10 15 1 4 6 5 14 22 6 4 12 15 29 22
14 TROFENSE 2 5 5 10 14 2 1 7 7 14 22 4 6 12 17 28 18
15 BELENENSES 2 4 5 12 17 1 4 7 9 21 23 3 8 12 21 38 17
16 RIO AVE 4 3 4 12 12 0 2 9 2 16 22 4 5 13 14 28 17

DB.

Lusa/fim

desemprego de 11,5% disse...

Braga: Sindicato calcula taxa desemprego de 11,5% no distrito, com 50 mil desempregados
03 de Abril de 2009, 21:55

Guimarães, 03 Abr (Lusa) - A União dos Sindicatos de Braga calcula que a taxa de desemprego atinja os 11,5 por cento no distrito, com 50 mil desempregados, a maioria dos quais no Vale do Ave, onde a taxa chega aos 15,5, disse hoje fonte do organismo.

O sindicalista Adão Mendes adiantou à Lusa que com os despedimentos e dispensas em curso nas grandes empresas têxteis da região - que chegam aos 100 por dia - o desemprego no Ave vai chegar aos 17 por cento: "todos os dias há reduções de postos de trabalho nas empresas", sublinhou.

A situação social na região e a necessidade de medidas de apoio dirigidas a evitar a falência de fábricas justificam a "Caminhada pelo direito ao emprego", que a USB e o Movimento dos Trabalhadores Desempregados realizam sábado.

A marcha, que parte de Pevidém e percorre sete quilómetros até Guimarães, conta com a presença do líder da CGTP, Carvalho da Silva, da eurodeputada do PCP Ilda Figueiredo e de varias organizações locais.

Adão Mendes disse que o Governo tem andado a propalar a entrada em vigor de novas medidas sociais, mas frisou que o importante é apoiar directamente as empresas para garantir a sua manutenção e manter o emprego.

A par do combate ao desemprego, a USB/CGTP-IN e o MTD vão, ainda, protestar contra o aumento do custo de vida e exigir uma vida digna.

O apelo à participação "é dirigido às vítimas do desemprego e às suas famílias, aos que ainda têm emprego, aos pequenos e médios industriais e comerciantes", porque "todos temos de reagir".

Quem participar nesta "caminhada" estará a contribuir "para que seja posto termo à contínua destruição do tecido produtivo e consequente aumento do desemprego, que sobe à razão de dois mil por mês, desde Julho de 2008".

Recentemente, a união propôs, entre outras medidas, a criação de um "Observatório para o Emprego".

LM.

Lusa/fim

Caso Madeleine disse...

Caso Madeleine

Gerry McCann no Algarve para participar em documentário

O pai de Madeleine McCann, Gerry McCann, encontra-se no Algarve para colaborar na realização de um documentário do canal britânico de televisão Channel Four, disse hoje fonte da produção do documentário

A mesma fonte acrescentou que alguns dos elementos do grupo que jantava com Gerry e Kate McCann na noite em que a filha Madeleine desapareceu encontram-se igualmente na Praia da Luz para colaborarem no documentário.

A equipa de produção vai realizar filmagens durante o dia de hoje e também amanhã, acrescentou a fonte.

Quando se aproxima o segundo aniversário do desaparecimento de Madeleine McCann, os pais da criança britânica lançaram uma nova campanha apelando a eventuais testemunhas do desaparecimento da filha.

No âmbito desta última campanha, foram afixados cartazes nas últimas semanas em Lagos e na Praia da Luz.

Madeleine, então com três anos de idade, desapareceu a 3 de Maio de 2007 do quarto onde dormia juntamente com os dois irmãos gémeos, mais novos, num apartamento de um aldeamento turístico na Praia da Luz, concelho de Lagos, no Algarve.

Gerry e Kate McCann foram constituídos arguidos em Setembro de 2007, antes de serem ilibados em Julho de 2008 por falta de provas para apoiar a hipótese, privilegiada pelo inquérito, de uma morte acidental da menina. A família sempre disse estar convencida de que ela tinha sido raptada.

Renúncia de Domingos Névoa disse...

Renúncia de Domingos Névoa é «vitória» contra a corrupção
O líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, disse hoje que a renúncia de Domingos Névoa à presidência da Braval «é uma vitória para quem quer combater a corrupção»

«É uma vitoria para os que, como o BE, João Cravinho, Manuel Alegre e tantas pessoas de opiniões diferentes, consideraram a nomeação um insulto à democracia e aos portugueses», afirmou, em declarações aos jornalistas, no centro da cidade de Braga.

Domingos Névoa, recentemente condenado por corrupção para acto lícito, renunciou hoje ao cargo, alegando «a conveniência em não afectar o regular funcionamento da empresa o relacionamento entre accionistas».

Em comunicado enviado à Lusa, sublinha que «a tomada de posição assenta em razões estritamente pessoais e/ou empresariais, não representando por isso o reconhecimento de qualquer impedimento de natureza legal ou moral para a assunção do cargo».

Para Francisco Louçã, foi passada uma fronteira para a qual não há retorno: «não permitiremos que se volte atrás na intransigência do combate ao polvo da corrupção», avisou.

Defendeu que o enriquecimento deve ser investigado e aludiu ao presidente da Câmara de Braga, Mesquita Machado, dizendo que «fez carreira ao lado dos homens da Bragaparques sem ter de responder do ponto de vista fiscal e social por ter enriquecido».

«O BE declara guerra à corrupção e Braga passa a ser o primeiro grande exemplo desse combate», acentuou.

Disse que a entrega do cargo ao empresário «foi uma afronta aos tribunais portugueses após a primeira decisão sobre corrupção e defendeu que são precisas mais investigações e mais profundas».

«Travámos uma batalha e vencemos», insistiu, defendendo a necessidade de uma lei que «combata o enriquecimento ilícito e obrigue os afortunados a explicarem como é que alguém começa como Presidente da Câmara, com ordenado normal, e acaba o mandato já rico».

Considerou «inaceitável» o clima de facilitismo, «o conúbio tão próximo entre presidentes e empresários», dizendo ser preciso uma «lei certa, justa e apropriada que os obrigue a explicar de onde vem o dinheiro».

A Braval tem como accionistas as Câmaras de Amares, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho, Vila Verde e a empresa de recolha de lixos e distribuição de agua Agere, SA de Braga.

A Agere tem 40 por cento de capital privado, da firma Geswater que tem como sócios as empresas Rodrigues e Névoa, DST e ABB.

A indigitação de Névoa insere-se num acordo parassocial entre os accionistas da Agere - que tem a maioria do capital da Braval - segundo a qual a presidência da empresa tem carácter rotativo, sendo exercida por períodos de dois anos.

A nomeação, ocorrida em assembleia-geral realizada sexta-feira, provocou forte oposição de todos os partidos políticos com assento parlamentar, dado que Domingos Névoa foi condenado em Fevereiro pela alegada pratica do crime de tentativa de corrupção para acto lícito.

O empresário recorreu, quarta-feira, da decisão do Tribunal de Lisboa, manifestando-se inocente e pedindo a absolvição.

Assaltado - caso Freeport disse...

Zeferino Boal

Assaltado escritório da advogada do homem que denunciou caso Freeport

O escritório da advogada de Zeferino Boal, alegado autor da carta anónima que desencadeou o caso Freeport, foi esta madrugada assaltado, tendo sido roubado o computador portátil com documentos do processo, disse à Lusa Ana Santinho

• PS desafia Sindicato do Ministério Público a esclarecer quem exerce pressões

• Procurador-geral da República pronuncia-se hoje sobre o caso Freeport

Porém, a advogada não atribui, por agora, «qualquer ligação ao caso Freeport», estando o caso a ser investigado pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Albufeira.

«Há muito assaltos em Albufeira e, aparentemente, este não tem ligação ao Freeport. As pastas do processo estão intactas, mas levaram o computador portátil com documentação», adiantou Ana Santinho à Lusa.

Segundo a causídica, e reportando-se ao depoimento de uma testemunha, o assalto ocorreu cerca das quatro da manhã, tendo os assaltantes «arrombado o portão do armazém onde funciona o escritório de advocacia e de uma empresa de construção civil».

«Foi roubado o meu computador portátil, dois mil euros em dinheiro e três armas de fogo que estavam num cofre e pertenciam a um funcionário meu», relatou a advogada.

Em relação aos documentos do caso Freeport, a advogada adiantou que «aparentemente as pastas estão intactas», mas a GNR está a tirar impressões digitais.

Zeferino Boal apresentou no dia 05 deste mês no Tribunal de Setúbal um pedido para ser constituído assistente no processo Freeport.

Ex-militante do CDS/PP questionou o processo de licenciamento para a construção do centro comercial, enquanto membro eleito em 2001 para a Assembleia Municipal de Alcochete.

O ex-autarca chegou a ser constituído arguido em 2005, num processo de violação de segredo de Justiça, também relacionado com o Freeport, tendo, no seu caso, «sido arquivado sem qualquer acusação de violação», explicou recentemente o próprio à Lusa.

tantos k,s disse...

tanta merda anda nos blogues, nem dá gosto, tanto faz o blog, k a merda é a mesma, o cheiro diferente...

Moralidades disse...

Moralidades


Os que não prestam
Os que prestam
Aqueles que deixam de prestar
Aqueles que vem a prestar


"- Em Abril de 2005 expôs o meu livro em CD, ou seja, abri o conteúdo de todas as páginas ao Pelouro da Cultura de Póvoa de Lanhoso, e fiquei como uma criança perdida num cruzamento sem saber para onde ir, ou que fazer!!! Mas se os nossos Vereadores não se decidirem num curto espaço de tempo e dar uma simples resposta, ou pelo menos dizer-me para aguardar algum tempo, irei mesmo sair da encruzilhada e tomar rumo a outra paragem… (apupos)"

"- Em Maio de 2006 tive uma ideia luminosa, e dei asas à imaginação!...
Decidi dar um passo importante para conseguir elaborar o meu trabalho.
Depois de um sim da Exma. Sr.ª Vereadora da Cultura actual, fui em direcção à sede de Freguesia da minha Terra Natal, (S. Goma) conversei com o Sr. Presidente, (Meu amigo) que gostou da ideia que partilhei com ele no sentido de explorar e dar a conhecer a minha obra literária através das crianças da escola, (Infantil e primária). Apoiou-me, no qual pus em prática, daí a percorrer Freguesia a Freguesia, em 29 sedes de Freguesia do baixo e alto Concelho, e até em moradas de alguns Srs. Presidentes, foi um
relâmpago!... E com alegria digo que fui bem recebido, (…Excepto!...) mesmo assim um grande obrigado a todos os membros de assembleia das Freguesias do meu concelho e fora dele… (Perdão…)"

in, Inspiração do Compositor, pág. 235




A senhora Vereadora em causa que, não deu resposta foi a Dra. Rita

A senhora Vereadora em causa que, deu resposta foi a Dra. Fátima




A cultura é aquela que é divulgada, senão, deixa de ser cultua...
Um apoio não se faz só e, unicamente com dinheiro, mas, com moralidade...
Apesar de o dinheiro ser muito importante para divulgar a cultura, devido aos seus gastos, os gestos valem mais que dinheiro...
Depois como se não bastasse, faz-se muita cultura sem dinheiro...


"Quelhas" autor povoense

Um pedido muito especial ao BES disse...

Herr Veloso Gonçalves João Carlos
Breitensteinstrasse 29
8037 Zürich

Herr Leonel Ramos
Avenue de Montchoise 15
1006 Lausanne


05/04/2009


Olá.
Caríssimo senhor Leonel Ramos

Venho por este meio pedir a V.a Exa. um apoio para o meu terceiro
livro que se segue;

"Quelhas" autor povoense, natural de Sobradelo da Goma, com morada na
Póvoa de Lanhoso, actualmente a viver em Zürich, convida-o para ler
“Terra das (Marias) da Fonte ou fontanário, história com histórias...”

Pode ver as quatro imagens da (s) Maria (s) da Fonte e, ouvir as
várias versões musicais dos compositores, sobretudo a idealidade do
“inspirador” e as críticas construtivas em forma de humor...

"O Hino Nacional da (Maria) da Fonte é uma mais-valia, idêntico, quase
igual ao Hino da República Portuguesa, sendo que o primeiro é
normalmente usado para saudar altos cargos militares, e ministros da
República, enquanto o segundo é sempre utilizado na presença do Chefe
Maior das Forças Armadas - Presidente da República."

A história da (Maria da Fonte) não é só uma história regional, mas,
também nacional, assim, como reza o Hino da Heroína.

Caro amigo, Leonel Ramos, tem toda a informação no Blogue
http://inovalar.blogspot.com/ - Pois, seria muito importante para mim,
uma colaboração vossa.
O livro vai ter sucesso garantido, assim como as outras obras do
autor, assim o espero!
Os livros "Inspiração do Compositor" e "O livro da criança" fascinaram
o Minho e arredores, assim como nas terras Helvéticas.
São notícias de jornal, no Terras de Lanhoso, Maria da Fonte, Grito
Livre, Gazeta Lusófona, Fri-luso, Lusitano de Zurique etc... Onde o
autor também é colaborador em várias frentes e, diversidades de
escrita.

Caro conterrâneo, gostaria que, se prenuncie sobre o assunto, para
podermos posteriormente conversar.

Um abraço, esperando pela resposta sou atentamente.

"Quelhas" autor povoense

liberdade de expressão disse...

Quelhas autor povoense...

Os verdadeiros hi5,s e Blogues do autor e, toda informação sobre o autor, pode ser consultada em;


Os meus blogues - Marketing

inovalar.blogspot.com
olivrodacrianca.blogspot.com
inspiracaodoautor.blogspot.com


Os meus HI5 - Marketing

inspiracaodoautor@sapo.pt
mariadafonte@sapo.pt
olivrodacrianca@sapo.pt
quelhas@gazetalusofona.ch
casadoslbdapvl@sapo.pt


Os meus E-mail, s Marketing

inspiracaodoautor@sapo.pt
loja.inovalar@gmail.com


O meu MSN, s Marketing

carlosquelhas-inovalar@hotmail.com


As minha, s escritas Marketing

Fri-luso edição 31 páginas 07
Fri-luso edição 33 páginas 17
Fri-luso edição 34 páginas 05/21
Fri-luso edição 35 pág. 17/19/20
Fri-luso edição 36 p 16/17/19/20
Fri-luso edição 37 p 16/17/19/20
Fri-luso edição 38 p 16-17-19-20

http://friluso.no.sapo.pt/


Gazeta Lusófona edição 117
Gazeta Lusófona edição 118

http://www.gazetalusofona.ch/


Lusitano de Zurique edição 128
Lusitano de Zurique edição 130

http://www.cldz.ch/


Colaborador nos Jornais

Terras de Lanhoso 2006/8
Gazeta Lusófona 2006/9

Virtual:
Fri-luso 2008/9

Revista:
Lusitano de Zurique 2008/9

Entre outras comunicações intercaladas

Jornal: Castelo de Lanhoso
Jornal: Maria da Fonte
Jornalinho: Grito livre
Boletim: Correio da Goma

Rádios:
Castelo de Lanhoso - 93,5 FM
Espaço Português - Lora

Livrarias:
LusoLivro - Zürich
LiPóvoa - Póvoa de Lanhoso
Fura - Póvoa de Lanhoso


"Quelhas" é e foi o autor povoense que mais livros vendeu no Minho e em Zürich.
Tem livros em todas as sedes de concelho da Póvoa de Lanhoso, escolas, bibliotecas e outros.
Mais, a nível dos concelhos vizinhos, teve muito sucesso da mesma forma.
Na Suíça está no Às das suas inspirações, para além da venda e sucesso das suas obras literárias, é colaborador em 2 jornais e 1 revista, podem ver e ajuizar!


A minha Lista de blogues Marketing



Castelo de Lanhoso
SERIEDADE NA POLÍTICA... - PARTE II
Há 1 dia

G.D.P.A.
Calendário 4/5 Abril
Há 1 dia

paulo correia's Blogs
foreveryoung
Há 1 dia

Terra das (Marias) da Fonte ou fontanário, história com histórias...
Há 6 dias

Espaço de José
Informação especial
Há 6 dias

Maria da Fonte
Há 1 semana

O livro da criança
Há 4 semanas

A21
Grandes Frases - VIII (A crise justifica uma “frase” mais longa)
Há 1 mês

apcoelho
Erosão Costeira II - Ofir - Esposende
Há 1 mês

Tudo pela Póvoa !
SELF RESPECT!!!!
Há 2 meses

Inspiração do Compositor
Inspiração do Compositor...
Há 3 meses

PóvoadeLanhoso.Net
Póvoa de Lanhoso
Há 4 meses

Os Lajinhas
Lajinhas para sempre...
Há 7 meses

O Diário da Nossa Escola
MARCHA SOLIDÁRIA
Há 11 meses

AVANTE! PÓVOA DE LANHOSO

HISTÓRIA COM HISTÓRIAS

Douceur de Vie Jorge Campos P. Lanhoso

Contacto do autor TLM 0041 (076 344 50 71)

Breitensteinstrasse 29
8037 Zürich
Suíça

In-Encobertos disse...

Senhor Quelhas, já que os outros não tem moralidade, você tem!

(Os que não prestam
Os que prestam
Aqueles que deixam de prestar
Aqueles que vem a prestar)

(A cultura é aquela que é divulgada, senão, deixa de ser cultua...)

(Um apoio não se faz só e, unicamente com dinheiro, mas, com moralidade...)

(Apesar de o dinheiro ser muito importante para divulgar a cultura, devido aos seus gastos, os gestos valem mais que dinheiro...)

(Depois como se não bastasse, faz-se muita cultura sem dinheiro...)

Vamos sabendo algumas coisas consigo, pena é, você não desvendar logo tudo de uma vez só!?

malta da faxada

ROUBOS disse...

P. Lanhoso: Centenas de óculos roubados

Casos de Polícia

Várias centenas de óculos de sol foram roubados num assalto a uma óptica, na madrugada de ontem, na vila da Póvoa de Lanhoso.
O alvo dos assaltantes foi a Óptica 1, localizada na Praça Engº Armando Malheiro, que partiram o vidro da porta para consumar o roubo.
Um morador apercebeu-se de pessoas, no local, por volta das 05h00 de ontem e quando visualizou um pé de cabra e sacos deu o alerta à GNR local, tendo referenciado seis assaltantes que se faziam transportar em duas viaturas.
Mesmo assim, as autoridades já não conseguiram alcançar os assaltantes que, depois do roubo, tomaram direcções diferentes.
A testemunha revelou que os indivíduos, que aparentavam ser bastante jovens, se apresentaram de cara destapada, dois deles com casac o de capuz.
A GNR esteve no local a recolher indícios.
O valor dos estragos e do material furtado ainda não está apurado, mas sabe-se que foram roubadas centenas de pares de óculos de sol.
Além da porta do estabelecimento, os assaltantes partiram dois expositores em vidro, o que eleva o valor dos prejuízos.
Não é a primeira vez que a Óptica 1 é assaltada. Uma loja do mesmo proprietário e com a mesma designação, mas localizada na Rua 25 de Abril, na vila povoense, foi assaltada em Maio do ano passado, tendo sido levados cerca de meio milhar de pares de óculos de sol e algumas armações.
Há cerca de duas semanas, foram assaltadas mais duas ópticas nos concelhos de Amares e de Vila Verde, onde o alvo também foram os óculos de sol

Anónimo disse...

Poeta lareiro disse...
O PS cá da Póvoa
Era um partido de valores
Agora com a nova era
Só tem novos a doutores


O Lourenço é o Candidato
Com toda a convicção
Que abra bem os seus olhos
Para não receber mais traição

Um taxinho dá sempre jeito
Mesmo como assessor
O Frederico até parece
Um verdadeiro doutor


Alguns são doutores
Mesmo até sem o ser
Mas como diz o ditado
O que interessa é parecer


O Lourenço está rodeado
De alguns glutões
Vai ser a desgraça dele
Porque são um bando de mamões


Ó Lourenço Candidato
Tú mereces e tens valor
Corre já com esse tipo
Que ele não é doutor


O Frederico é dos teus
Com gestos de simpatia
O povo não gosta dele
Porque só tem vaidade e mania


O Tinoco soube escolher
Uma equipa de consenso
Foi tão forte que ganhou
Com Lúcio, Rita e Lourenço


Lourenço podes ganhar
Se tiveres calculismo
Não acredites nesses FRE`s
Porque são o teu abismo.

Dia da Saúde disse...

Dia da Saúde

Tutela não pode substituir hospitais na elaboração de planos de emergência
A Inspecção-Geral das Actividades em Saúde responsabilizou hoje as administrações hospitalares pela falta de planos de emergência em situação de catástrofe e adiantou que ao Ministério da Saúde compete fiscalizar e sensibilizar para o problema

A Inspecção-Geral das Actividades em Saúde (IGAS) investigou esta matéria no ano passado e concluiu que, das 96 instituições hospitalares do Serviço Nacional de Saúde (SNS) inquiridas, só 53 dispunham de Plano de Prevenção e Combate a Incêndio, não tendo as restantes 43 planos elaborados.

Esta inspecção detectou ainda que apenas 14 hospitais tinham o seu plano aprovado pelo Serviço Nacional de Bombeiros.

No entanto, contactada pela agência Lusa, fonte oficial da Inspecção-Geral das Actividades em Saúde (IGAS) a situação «tem melhorado bastante e os hospitais estão receptivos» às recomendações apresentadas pela inspecção.

A fonte lembrou o incêndio que ocorreu domingo à noite no Hospital S.Francisco Xavier (Lisboa), cujo plano de emergência foi aprovado no ano passado, afirmando tratar-se de «um exemplo favorável: o plano foi activado e funcionou».

A fonte da IGAS remeteu a solução do problema para as administrações hospitalares e explicou que a acção do IGAS, que fiscaliza a área, vai no sentido de «sensibilizar, corrigir e recomendar», afirmando que «a tutela não se pode substituir aos serviços» na elaboração dos planos.

O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses exigira no entanto uma «fiscalização mais pró-activa» da eficácia dos planos.

«De pouco servirá ao Ministério da Saúde emitir circulares de alerta aos profissionais para que providenciem a segurança das instituições se depois as directivas não forem executadas», disse.

Lusa/SOL

Senhora Dr.ª Maria José disse...

Senhora Dr.ª Maria José, endereço-lhe cumprimentos desde Zürich.

Convido-a a ler no meu Blogue;

http://inovalar.blogspot.com/

In "Terras da (Maria) da Fonte ou fontanário, história com histórias.../

Para assim conhecer melhor as culturas e as gentes da Póvoa de Lanhoso.

Para reflectir e, pensar dar um novo apoio ao autor povoense, assim como deu nos livros;

"Inspiração do Compositor" & "O livro da criança"

Convido todos os directores de escolas e presidentes de junta, assim como quase todos a lerem um dos temas mais bem contados da (Maria) da Fonte, leiam para crer!

Senhora Dra. Maria José, aconselho-a, a não se meter em política! Tenho lido nestes espaços Blogueiros, sobre essa questão e, que, pouco ou nada se aprende com eles, "50%-50%", de bom e de mau. Insultos e moralidades baixas são o que mais aparece, vale-nos este Blogue de corte aos maus de génio, feitio e cobardia. Acredite, senão comente num Blogue livre e veja que, respondem mal a quem por lá dá opiniões.
Um abraço aos alunos, leitores dos meus livros e, incentive-os a ler...
Até qualquer dia.

"Quelhas" autor povoense

Anónimo disse...

O BLOG da CDU está cada vez pior, não vale um caralho!!!

Anónimo disse...

SEI DE FONTE SEGURA QUE O ENG. ALVES NÃO VAI NA LISTA DO BATISTA E QUE NO LUGAR DELE VAI O DR. ARMANDO FERNANDES. ESTÁ NA HORA DE MALHAR-MOS NO GAIJO.

Meteorologia em Zürich disse...

Meteorologia em Zürich

As temperaturas eram de 1 a 3 graus positivos e, nestes dois dias somente, chegaram a atingir 23 a 25 graus positivos, é assim a temperatura na Suíça, traiçoeira!

Quelhas

Anónimo disse...

Com que então querem malhar no homem. Sois uns tristes...

CM - Escola (Ajude) para 2 famílias... disse...

Antiga escola de Ajude vai albergar duas famílias

Marta Caldeira

Muito em breve, a antiga escola primária de Ajude, Póvoa de Lanhoso, que agora está desactivada, vai ser transformada na habitação para duas famílias carenciadas daquela localidade.
O projecto é promovido pelo pelouro de Acção Social da Câmara da Póvoa de Lanhoso, no âmbito do programa PROHABITA (Programa de Financiamento para Acesso à Habitação) e é, apenas, um dos que a autarquia pretende levar a cabo ao longo deste ano, tal como explicou Fátima Moreira, vereadora responsável por esta área.

A antiga escola de Ajude vai dar, assim, lugar a dois apartamentos - um T2 e um T3 - revertendo-se em “habitações sociais”.
“Pretendemos apostar na melhoria da habitabilidade das famílias que mais necessitam, sobretudo em habitações que não reúnam as mínimas condições”, indicou a vereadora.
Mas o plano social já traçado ao nível de apoios para melhorar as casas passa, também, pela ajuda aos mais idosos, com a finalidade de que “àqueles a quem é prestado o serviço de apoio domiciliário estejam garantidas as necessárias condições de segurança e conforto”, sublinhou Fá tima Moreira.

Estão sinalizados 108 casos com carências habitacionais

Neste momento, encontram-se sinalizados 108 casos de carências habitacionais no concelho da Póvoa de Lanhoso.
Este é, pelo menos, o resultado de um levantamento realizado pela autarquia povoense, através do qual foi delineado um ‘plano de intervenção’.

Fátima Moreira, vereadora de Acção Social na autarquia povoense indica que algumas das principais medidas desse plano de intervenção na melhoria das condições de habitação da população mais carenciada passam, por exemplo, pelo fornecimento de materiais, elaboração de projectos, adaptação de espaços (no caso de pessoas com incapacidade ou deficiência).
“A filosofia é de recuperar uma habitação já existente, sempre que possível”, esclarece a responsável.

Da lista dos sinalizados, há 30 situações que terão prioridade, entre os quais se contabilizam 16 casos em habitações onde residem idosos.
Entre estas situações prioritárias constam, ainda, os casos de casas de pessoas com deficiência/incapacidade ou menores.

(Correio do Minho, 08-04-09)

DM - Bloco confirma Sondagem DM/RUM... disse...

Coligação e BE coincidem na vontade dos eleitores quanto ao futuro de Mesquita

A coligação "Juntos por Braga" e o Bloco de Esquerda coincidem na tese de que a maioria absoluta do eleitorado bracarense deseja mesmo ver Mesquita Machado a não concorrer às eleições autárquicas deste ano.
A posição foi ontem expressa, em reacção aos resultados da sondagem divulgada pelo Diário do Minho e pela Rádio Universitária do Minho. Interpretação distinta revelou o PCP, que sublinhou a «desconfiança de princípio» que caracteriza os comunistas face a estes estudos, enquanto que o Partido Socialista optou pelo silêncio oficial.

(Diário do Minho, 08-04-2009)

Câmara apoia SCMF, 15 mil euros... disse...

A Câmara Municipal levou à reunião da passada segunda-feira a proposta dum subsídio extraodinário de 15 mil euros (3 mil contos) ao S.C. Maria da Fonte, destinados, ao que se lê na proposta, a despesas do clube com as duas deslocações à Madeira e uma deslocação a Bragança nesta fase do play-off.

(Terras de Lanhoso, 8-04-09)

José Abílio disse...

Já que falaram aqui em Ajude, quero dizer aos competentes e aos leitores o seguinte: Já que vão albergar 2 famílias na antiga escola que, alberguem também na Junta de Freguesia que, por natureza ou sem natureza, está completamente ás moscas.

Anónimo disse...

O Presidente da Junta de Ajude assinou o Manifesto das Juntas PS? Depois da Câmara dar casa a duas familias carenciadas de Ajude, numa freguesia tão pequenas, esse senhor que tenha vergonha e vá embora! A esse senhor interessa-lhe é a polititiquice!

HORA DE MUDAR O MARIA... disse...

BAPTISTA - O SONHO DE SER PRESIDENTE DO MARIA...


UM DIA, O ENTÃO PRESIDENTE DA JUNTA DA VILA, MANUEL BAPTISTA, EXPRESSOU-ME O SONHO DE LIDERAR ALGUMAS INSTITUIÇÕES DO CONCELHO...ENTRE AS QUAIS, O SPORT CLUBE MARIA DA FONTE...

QUE NÃO IA JOGAR, NEM TREINAR, "IA MUDAR COISAS NA GESTÃO DO MARIA...", QUE "PRETENDIA MUDAR A MENTALIDADE DO CLUBE..."

POIS BEM, CARO PRESIDENTE DA CÂMARA, É HORA DE MUDAR O MARIA...

NÃO CHEGA "SALDAR" COMPROMISSOS QUE OUTROS MAL EQUACIONARAM, QUE OUTROS NÃO CUMPRIRAM. É TEMPO E BEM DE ENTRAR NA GESTÃO DO CLUBE, DE MUDAR OS "CONDUTORES" E A "MENTALIDADE" DO CLUBE.

O ACERTADO JORGE CASTILHO E MAIS UMAS DEZENAS DE INTERESSADOS, FALAM NA FALTA GROSSEIRA DE UMA REAL POLÍTICA DESPORTIVA DENTRO DO CLUBE E PARA OS CLUBES DO CONCELHO. CONCORDO PLENAMENTE.

A ATENTA VEREADORA FÁTIMA MOREIRA E QUANTOS MAIS, DENTRO E FORA DO MARIA, APONTARAM A FALTA DE "OBJECTIVOS" E DE "QUALIDADE" DE PRETENSAS INSTALAÇÕES DESPORTIVAS. EXEMPLOS MAIS CITADOS, O "PARQUE DESPORTIVO MUNICIPAL" DO DR. TINOCO DE FARIA E VÁRIOS RINQUES DE FREGUESIA "A CODEÇOS..."


A EQUIPA SÉNIOR DO MARIA DA FONTE TEM DE SER O VÉRTICE DE UMA "PIRAMIDE DESPORTIVA" NA PÓVOA DE LANHOSO, E JAMAIS, A ENTRADA/PAGAMENTO DE "QUARENTA MIL CONTOS DE JOGADORES" (40 MIL) POR ÉPOCA, PARA CORRESPONDER ÀS "AMBIÇÕES" DE DINIZES RODRIGUES, TONINHOS MENDES E FERNANDOS LOUROS, QUE UM "LOBBY DO FUTEBOL DA REGIÃO" NÓS IMPINGEM...

É TEMPO DE DIZER BASTA ÀQUELES DIRIGENTES, QUE ANDAM A REBOQUE DO "LOBBY DO FUTEBOL DA REGIÃO" E ARRISCAM O CLUBE MAIS REPRESENTATIVO DO CONCELHO A UM ENCERRAMENTO QUE FERERIA A ALMA DE MUITOS POVOENSES...

NO FIM DA ÉPOCA 2008/09, QUALQUER QUE SEJA A PRÓXIMA DIVISÃO DA EQUIPA SÉNIOR, É TEMPO DE UMA NOVA DIRECÇÃO E DE UMA NOVA MENTALIDADE PARA O SPORT CLUBE MARIA DA FONTE.

Lurdes Marques disse...

O problema é que o Senhor José Augusto não percebe de política!
Faz da Junta a casa dele, só lá não cozinha e dorme...

Por falar em juntas, existem mais juntas de freguesia às moscas!
É o caso de Águas Santas, Moure e Brunhais, vergonhoso!
Caso para dizer, tanto dinheiro mal entregue para edifícios de domínio público!
De quem é a culpa?
Mudem de presidente, nem que seja da mesma cor partidária, o que interessa é um presidente novo, com ideias novas e dinâmico!?
Eles não percebem de política!
Triste é os contribuintes de freguesias irem tratar de assuntos privados para casa dos Presidentes e, pior para cafés ou restaurantes de presidentes, onde os conterrâneos perdem toda a liberdade e privacidade a tratar de assuntos de teor particular!
Concordam ou não com aquilo que trouxe aqui á ribalta e, isto sem ofender ninguém?

ETAR disse...

Desactivada ETAR da Vila da Póvoa de Lanhoso


Foi desactivada a ETAR (Estação de Tratamento de Águas Residuais) da Vila da Póvoa de Lanhoso, concessionada à empresa Águas do Ave, sendo que o saneamento está agora ligado ao emissário do Ave, com tratamento na ETAR de Nasceiros (Campo).

Com esta situação, ficam resolvidos problemas de maus cheiros e de contaminação dos cursos de água existentes nas proximidades, como a Ribeira de Galegos, que desagua na Ribeira da Póvoa, afluentes do Rio Ave.

Para além daquela, também está a ser desactivada a estação elevatória dos Moinhos Novos, na Vila, o que contribui, da mesma forma, para a qualidade dos cursos de água, passando a ser feita uma ligação gravítica ao emissário da Ribeira da Póvoa.

Em breve e de seguida, será desactivada a estação elevatória de Lanhoso, com ligação à Ribeira de Galegos. A este propósito, de referir que a Quinta do Minho já se encontra ligada a este emissário em virtude de um protocolo assinado entre aquela entidade e a Águas do Ave.

Recorde-se que a ETAR de Nasceiros serve toda a bacia do Ave des te concelho, já estando ligadas as freguesias de Galegos, Lanhoso, Calvos e Póvoa de Lanhoso. Em breve, também estarão ligadas à ETAR de Nasceiros as freguesias de Fontarcada, Taíde, Garfe, Vilela, Campo e Santo Emilião. Esta ETAR ainda abrange freguesias dos Municípios de Fafe (Agrela e Serafão) e de Guimarães (Gondomar).


Ligações concluídas

Ainda no que se refere a abastecimento de água e saneamento, estão concluídas e prontas a funcionar as ligações desde o lugar de Arrifana (Fontarcada) até à Ponte de Pereiros (Vila da Póvoa de Lanhoso) ao longo da estrada nacional 205; e as do alto do Cruzeiro por Santa Luzia (Fontarcada) e Aldeia (Vila da Póvoa de Lanhoso).

Está também concluída a primeira fase de ligação do saneamento desde o lugar de Outeiro, passando por Mirão (Galegos), com ligação ao emissário da Ribeira da Póvoa, estando em fase de conclusão os trabalhos referentes ao abastecimento de água e saneamento no Lugar de Mirão (pertencente às freguesias da Póvoa de Lanhoso e de Galegos), ao longo da estrada nacional 310.

CIAB disse...

CIAB coloca em marcha um novo projecto de adesões plenas.

As empresas têm aderido facilmente à arbitragem de consumo prosseguida pelo CIAB.


Foi assinado no passado dia 25 de Março, no salão nobre da Câmara Municipal de Amares o protocolo de cooperação tendo em vista a realização naquele município da 8.ª Campanha de Adesões Plenas do aparelho comercial de um município (neste caso Amares) à arbitragem de consumo.

À semelhança dos anteriores protocolos, intervém neste projecto a Câmara Municipal de Amares, o Ministério da Justiça, a Direcção-Geral do Consumidor, a DECO-Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor, a Associação Comercial de Braga e a UAC do Alto Cávado, para além do próprio CIAB-Tribunal Arbitral de Consumo.

O objectivo fundamental deste projecto será pois o de levar as empresas daquele município a efectuarem uma adesão plena ao CIAB-Tribunal Arbitral de Consumo, como forma de assegurar que os conflitos que vierem a surgir com os consumidores de Amares, sejam resolvidos sob a égide daquele centro de arbitragem, por recurso à mediação, conciliação e arbitragem.

A realização destas campanhas traduz-se numa enorme vantagem para as empresas e para os consumidores. De facto, a possibilidade de os conflitos serem resolvidos de forma gratuita, célere e simples, promovendo sempre que possível a aproximação das partes e a resolução consensual dos litígios, constituem alguns dos trunfos que o CIAB exibe para continuar a incrementar a sua actividade que, ano após ano tem vindo a aumentar.
/>
Retirar aos tribunais comuns processos que devem e podem ser resolvidos noutro local mais adequado à natureza daqueles conflitos, constitui outro objectivo deste projecto, numa altura em que, mais que nunca, os tribunais se queixam de estar afogados em processos e os cidadãos se queixam da inércia, preço da Justiça e da complexidade dos tribunais.

Os outros sete projectos já efectuados noutros tantos municípios da abrangência do CIAB (Esposende, Montalegre, Vieira do Minho, Terras de Bouro, Póvoa de Lanhoso, Barcelos e Vila Verde), contribuíram para a adesão de mais de 700 empresas à arbitragem de consumo, num total que supera já as 1.100 empresas (qualquer empresa pode solicitar a sua adesão ao CIAB directamente).

As empresas têm aderido facilmente à arbitragem de consumo prosseguida pelo CIAB, porquanto compreendem as grandes vantagens que daí podem resultar, nomeadamente: a transferência da gestão da conflitualidade; o não implicar qualquer custo; a rapidez com que os processos são resolvidos; argumento de venda e sinal de modernidade; arma concorrencial face aos restantes estabelecimentos (diferenciação), nomeadamente face às grandes superfícies; indicador de qualidade; garantia de resposta às questões colocadas pelos clientes; o aumento da confiança destes e a maior satisfação da clientela, bem como o facto de a adesão plena poder ser revogada a todo o tempo.

Carlos Sousa disse...

Os presidentes que metam para lá Galinhas ou Pegas, assim terão algum rendimento.

Anónimo disse...

palhaços palhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaçospalhaços

Paulo Pires disse...

Tem todo o direito de se manisfestarem senhores Presidentes...

Póvoa de Lanhoso a contrariar ou no seu melhor! disse...

Comenta no sentido, que, o sentido te dita! És livre, livre de voar como passarinhos ao vento. Comenta, vais ver que, te cultivas. As tuas opiniões não são válidas se as não puseres em prática. Comenta no bom sentido!


Um novo blogue de discussão, diálogo, e divertimento, só escreve nele quem quer e, só lê nele quem tiver curiosidade. Caso contrário não aceda a este espaço. Todos e quaisquer textos aqui publicados, são de inteira responsabilidade dos intervenientes. Porém, podem, salvo seja, alguns desses textos serem apagados, isto no caso de eles serem de atentado ao pudor ou mal direccionados. Espero não o fazer, mas, no entanto quero reflectir que é um blogue livre e expressamente democrático na constituição da república, livre nas expressões e ideias, espero que o tratem bem… Este blogue é um blogue da Póvoa de Lanhoso como o titulo indica, mas será um blogue nacional e internacional, uma vez que os blogues e, quem anda neles chegam a todo o lado e a todo o mundo, por isso seja prudente, uma vez que toda a gente lê o que escreve.

Fernando Fernandes disse...

O senhor presidente era bom presidente para o Maria se; continuar a presidente, senão deixa de ter sentido de o ser...

Que acta curtinha, Dr.ª Isabel... disse...

SE A DOUTORA ISABEL FIZESSE OUTRA ACTA GRANDE DA ASSEMBLEIA PÓS JORNAIS DA PÓVOA, PARTE DAS JUNTAS PS NÃO TINHAM UMA PÁGINA DE JORNAL LIBRE...

A DRA ISABEL É AMIGA...

Crise na Suíça disse...

Crise na Suíça
Desemprego continua a aumentar.
O número de desempregados continua aumentando na Suíça. Em março, 134.713 pessoas estavam sem trabalho, 2.311 a mais do que em fevereiro. A taxa de desemprego, no entanto, continuou em 3,4%.

Segundo a Secretaria Federal de Economia (Seco), a crise econômica influi mais no mercado de trabalho do que os efeitos sazonais. Normalmente, em março mais pessoas encontram vagas para trabalhar do que nos meses do inverno europeu, mas desta vez foi diferente.

Em comparação com março do ano passado, a taxa de desemprego aumentou 29,8%, ou seja, 31 mil pessoas a mais estavam desempregadas do que há 12 meses. Preocupante é também o elevado número de desempregados jovens: são 22.128 com idade entre 15 e 24 anos. Nessa faixa etária, a taxa de desemprego é de 4%.

Para amenizar os efeitos da crise, muitas empresas adotam a jornada parcial. Segundo os dados mais atuais disponíveis, em janeiro, 844 empresas suíças haviam reduzido a carga horária de trabalho – 529 a mais do que em dezembro do ano passado.

Economia de Geraldo Hoffmann

Para estes desempregados, o caminho certo é escreverem-se na RAV e na Social e pedir ajuda. Não se esqueçam que, quem não tem 12 meses de descontos nos 2 últimos anos, não teem direito ao fundo desemprego. No entanto vão lhe pedir que, entregue um documento nacional da Social dos últimos meses de descontos em portugal, para ver se ten ou não direitos, juntando os descontos dos dois países e de acordo com a lei, em parceria com as duas Seguranças Sociais vão ver as regalias.
A Rav apenas controla o trabalhador e manda procurar emprego, escreve o cidadão na Arbeitslos e no Sindicato. Se não regressares a Portugal, tens que pagar a KarKenKasse obrigatoriamente e renda de casa. O melhor mesmo era ir para Portugal e deixar um amigo cá que, o possa ajudar no caso de lhe pedir emprego. Aproveite o máximo para pedir emprego antes de partir se for o caso. Deveria e, por lei, começar a pedir emprego, logo que cá chegou, assim é a lei Helvética, antes do desemprego deve-se procurar novo posto 6 meses antes, para conseguir mais fácil um novo posto de trabalho.

Quelhas na terra que o acolheu

http://inovalar.blogspot.com/ disse...

Os verdadeiros hi5,s e Blogues do autor e, toda informação sobre o autor, pode ser consultada em;

Os meus blogues - Marketing

inovalar.blogspot.com
olivrodacrianca.blogspot.com
inspiracaodoautor.blogspot.com

Os meus HI5 - Marketing

inspiracaodoautor@sapo.pt
mariadafonte@sapo.pt
olivrodacrianca@sapo.pt
quelhas@gazetalusofona.ch
casadoslbdapvl@sapo.pt

Os meus E-mail, s Marketing

inspiracaodoautor@sapo.pt
loja.inovalar@gmail.com

O meu MSN, s Marketing

carlosquelhas-inovalar@hotmail.com

As minha, s escritas Marketing

Fri-luso edição 31 páginas 07
Fri-luso edição 33 páginas 17
Fri-luso edição 34 páginas 05/21
Fri-luso edição 35 pág. 17/19/20
Fri-luso edição 36 p 16/17/19/20
Fri-luso edição 37 p 16/17/19/20
Fri-luso edição 38 p 16-17-19-20

http://friluso.no.sapo.pt/

Gazeta Lusófona edição 117
Gazeta Lusófona edição 118

http://www.gazetalusofona.ch/

Lusitano de Zurique edição 128
Lusitano de Zurique edição 130

http://www.cldz.ch/

Colaborador nos Jornais

Terras de Lanhoso 2006/8
Gazeta Lusófona 2006/9

Virtual:
Fri-luso 2008/9

Revista:
Lusitano de Zurique 2008/9

Entre outras comunicações intercaladas

Jornal: Castelo de Lanhoso
Jornal: Maria da Fonte
Jornalinho: Grito livre
Boletim: Correio da Goma

Rádios:
Castelo de Lanhoso - 93,5 FM
Espaço Português - Lora

Livrarias:
LusoLivro - Zürich
LiPóvoa - Póvoa de Lanhoso
Fura - Póvoa de Lanhoso

"Quelhas" é e foi o autor povoense que mais livros vendeu no Minho e em Zürich.
Tem livros em todas as sedes de concelho da Póvoa de Lanhoso, escolas, bibliotecas e outros.
Mais, a nível dos concelhos vizinhos, teve muito sucesso da mesma forma.
Na Suíça está no Às das suas inspirações, para além da venda e sucesso das suas obras literárias, é colaborador em 2 jornais e 1 revista, podem ver e ajuizar!

A minha Lista de blogues Marketing


Castelo de Lanhoso
SERIEDADE NA POLÍTICA... - PARTE II
Há 1 dia

G.D.P.A.
Calendário 4/5 Abril
Há 1 dia

paulo correia's Blogs
foreveryoung
Há 1 dia

Terra das (Marias) da Fonte ou fontanário, história com histórias...
Há 6 dias

Espaço de José
Informação especial
Há 6 dias

Maria da Fonte
Há 1 semana

O livro da criança
Há 4 semanas

A21
Grandes Frases - VIII (A crise justifica uma “frase” mais longa)
Há 1 mês

apcoelho
Erosão Costeira II - Ofir - Esposende
Há 1 mês

Tudo pela Póvoa !
SELF RESPECT!!!!
Há 2 meses

Inspiração do Compositor
Inspiração do Compositor...
Há 3 meses

PóvoadeLanhoso.Net
Póvoa de Lanhoso
Há 4 meses

Os Lajinhas
Lajinhas para sempre...
Há 7 meses

O Diário da Nossa Escola
MARCHA SOLIDÁRIA
Há 11 meses

AVANTE! PÓVOA DE LANHOSO

HISTÓRIA COM HISTÓRIAS

Douceur de Vie Jorge Campos P. Lanhoso

Contacto do autor TLM 0041 (076 344 50 71)

Breitensteinstrasse 29
8037 Zürich
Suíça

"Quelhas" autor povoense

Maria deve 60000 euros! disse...

" Anónimo disse...
O candidato Lourenço...

O candidato Lourenço, na reunião de câmara pública do mês de Março, em que esteve presente a direcção do SCMF e em que a mesma solicitou mais um apoio financeiro da Câmara ( a custo lá foram dizendo que necessitavam de 60 000€), disse:
"eu gostaria que a câmara desse os 60000€, ou até mais, ao clube pois era sinal que a Cãmara respirava saúde financeira, e não tanto pelo clube, mas por estes homens que compõem a direcção, eu gostava que os ajudassem financeiramente"

O candidato Lourenço na reunião de 6 de Abri ( apesar da reunião ser pública mas, do público do Maria não estava ninguém), onde foi votado e proposto, um subsídio extraordinário ao SCMF, para que os ajudasse a fazer face ao acréscimo de despesa provocada pelo apuramento para o play-off, não votou favoravelmente o mesmo e disse que apenas se tratava de mais um balão de oxigénio ( para pagar um mês de ordenados)

A ser verdade isto que me contaram, é bom que as pessoas abram os olhos, vejam a postura deste senhor e decididamente é uma pessoa que não confiável.

Até um dia destes

Abril 09, 2009"

"de candidato" ou "do candidato"... disse...

A GAFFE DO PS...

O Partido Socialista resolveu fazer o anúncio do Jantar 25 de Abril. Normal, não fosse cometer uma gaffe linguística.

No anúncio lê-se: «O jantar contará com a presença de candidato à Câmara Municipal, ANTÓNIO LOURENÇO»

"DE CANDIDATO"? Não seria "DO CANDIDATO"?

O PS tem outro candidato?

Sendo um «Jantar de 25 de Abril», candidatos da CDU e Bloco de Esquerda poderiam ir?

Ou será, que o ANTÓNIO LOURENÇO não é o candidato de todos os socialistas...?

Entre a vida e a morte... 2002 disse...

Entre a vida e a morte... 2002


- PAI-NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU;
Rezava o velho, na cama do hospital,
Gelado, com um ar triste e cansado...
- SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME;
O soro frio corria-lhe nas veias e nas artérias,
gota-a-gota horas a fio...
- VENHA A NÓS O VOSSO REINO;
Chega o médico, vê o estado do doente com fragilidade,
manda um ajudante levá-lo a fazer exames e análises...
- SEJA FEITA A VOSSA VONTADE;
O homem regressou à sua hospitalidade,
ainda mais tenso e com falta de ar, mas continuava a rezar...
- ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU;
Assiste-o o enfermeiro, que de imediato lhe dá uma pica no braço
e o põe a fazer uma transfusão de sangue...
- O PÃO-NOSSO DE CADA DIA NOS DÁ HOJE;
O sangue frio corria-lhe nas veias e nas artérias,
gota-a-gota horas a fio...
- PORDOAI AS NOSSAS OFENSAS;
O doente estava com anemia, a tensão estava baixa,
não lhe doía nada, mas estava muito cansado e confuso...
- A QUEM NOS TEM OFENDIDO;
Depois de tantas horas, o velho não reagia, seu coração estava cansado, a família estava à espera do pior...
- NÃO DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO;
Chegou o padre para o confessar, rezava cada vez mais baixinho,
só num mexer de lábios...
- MAS LIVRAI-NOS DO MAL;
Estas horas de aflição rezou com medo da morte,
e rezou pela vida toda, por antes nunca ter tempo de rezar...
- ÁMEM;
E sucumbiu...

Baseado no sofrimento do fim da vida...

O Crítico tem autonomia de censurar!

http://inspiracaodoautor.blogspot.com./ pág. 0163

Sobradelo da Goma disse...

Sobradelo da Goma

Hen, parece que, andam para aí, a fazer jogadas políticas!!!

Anda um boato e, quando se fala de boato são, palavras ao vento, designadas como palavras do povo!

Um dos candidatos à nossa Câmara da Póvoa de Lanhoso, vai ficar a perder com Sobradelo da Goma.

Não se sabe ainda muito bem, qual deles vai ser atraiçoado!?

Consta que, dois Irmãos, vão ser candidatos à junta de freguesia da Goma, respectivamente, pelo PS e PSD...

A jogada, é igual a um jogo, tanto dá para um lado, como para outro, aqui vai ser diferente!

Os dois irmãos vão ficar a ganhar!
Entre os candidatos Lourenço e Batista, um vai ficar a perder!...

A jogada está entre duas pessoas, (IRMÃOS), ainda está para se descobrir, qual vai ser o presidente de freguesia!

Eles já sabem entre ambos, mesmo, antes das eleições, qual é qual!

O povo da freguesia, esse, vai muito d,ele ser enganado, porque na jogada um deles vai ganhar por maioria esmagadora, e o Zé Povinho vai ir no engodo como peixes esfomeados...

Não se sabe muito bem, se um deles vai desistir na última da hora, ou, à outra jogada diferente para o povo decidir um único candidato.

Neste caso o que perder também vai ganhar, um dos candidatos à Câmara, vai perder por Sobradelo, vai ser atraiçoado pela freguesia a nascente das águas do Ave.

Arlindo e Abílio, ainda bem que vai ser assim, senão haveria divisão entre família.

angela disse...

NAO QUEBRES A CORRENTE


Epá... está gira... e nao convém quebrar a 'corrente' até porque nao há nada melhor do que os beijos... quando bem dados, mas claro... depende de quem os dá.Significado dos beijos...Alguém se arrisca a nao reenviar esta carta?! Pelo sim pelo nao, e com todo o azar dos amores passados, nao me arrisco a ter mais azar no futuro...Pelo menos está giro, ensina (?!) umas coisa, e pode ser que o desejo se realize!!! CARTA DO BEIJO! Significados dos beijos:
1. Beijo na mao> Adoro-te!
2. Beijo na bochecha> Eu só quero ser um amigo!
3. Beijo no pescoço> Quero-te!
4. Beijo nos Lábios> Amo-te!
5. Beijo nas orelhas> Eu só tou a fazer jogo!
6. Beijo em qualquer outro lugar> Nao nos vamos deixar levar!
7. Olhar nos olhos> Beija-me!!
8. Brincar com o teu cabelo> Nao posso viver sem ti!
9. Maos na cintura> Amo-te demais para te deixar ir embora!
OS TRES PASSOS:
1. Raparigas: se algum rapaz abusar de voces, deem-lhes um estalo!
2. Rapazes: se alguma rapariga vos der um estalo, deem-lhes um beijo!
3. Rapazes e Raparigas: Fechem os olhos quando beijarem, pois é feio
ficar com o olhar fixo!
OS MANDAMENTOS:
1. Nao deves apertar com muita força!
2. Nao deves pedir um beijo! Simplesmente de um!
3. Deves beijar a toda a oportunidade!
LEMBRE-SE:
Um pessego, é um pessego!
Uma ameixa, é uma ameixa!
Um beijo, nao é beijo, se for sem língua!lol
Entao abre boca e feche os olhos, e dá tua língua, um pouco de exercício!
AGORA...as CONSEQUENCIAS !!! ...
Se voce quebrar esta corrente terá má sorte nas suas relaçoes do futuro!
>>>>> Se voce nao a quebrar , voce será uma pessoa feliz!
>>>>>
>>>>> PARABÉNS!!!
>>>>> Foste foi escolhido para participar na mais longa e mais sortuda
>>carta
>>>>> corrente pela Internet!
>>>>> Uma vez lida, esta carta deve ser enviada IMEDIATAMENTE (dentro de
>>uma>>hora)
>>>>> para dez pessoas!!
>>>>> Depois de a mandar, peça um desejo, e ele se realizará dentro de
>>dias,
>>>>> dependente da hora que voce o enviou!
>>>>>
>>>>> Exemplo: 8:00 horas... realizará-se dentro de oito dias!
>>>>>
>>>>> VOCE NAO DEVE ESPERAR POR UMA CERTA HORA PARA O MANDAR!!! LEMBRE-SE
>>QUE
>>>>>
>>>>SENAO FOR MANDADA DENTRO DE UMA HORA, DEPOIS DE LIDA, O SEU DESEJO NAO
>>SE
>>>>> REALIZARÁ!
>>>>> Se esta carta for mantida até ao ano 2010 será colocada no livro do
>>>>guiness
>>>>> de RECORDS MUNDIAL!AHH!! Por favor mande-a agora!
>>>>>
>>>>> AVISO:
>>>>> Quantas mais pessoas voce mandar mais Sorte terá na sua vida Amorosa!
>>>>> Se voce QUEBRAR esta carta corrente, que tem sido mantida desde 1987,
>>>>terá
>>>>> imenso azar na sua vida amorosa nos proximos 2 anos!
>>>>>

ALICE VALENTE disse...

A CONDIÇÃO

Enquanto prática e costume, a condição é originária de um mando sem desmando, daquilo que se reveste como lógico para com todo aquele que obriga ao que é obrigado.
A condição é pois, uma conduta de condição em condições nesta que é a condição de hoje, a de nos vermos unicamente a enriquecer pelas vias do empobrecimento. E criarmo-nos nesta condição obrigatória a enriquecer para um qualquer e inevitável empobrecimento, ainda por cima consciente, é deveras desumano.

Como tem sido alterado ou como alterar este ainda tão presente e desconcertante paradigma da condição, enquanto relacionamento entre as pessoas nas sociedades humanas?

É que a verdadeira riqueza é aquela que diz respeito à dignidade humana, e com ou sem escola, sempre se foi efectivando pela educação e em sua natural e devida transmissão, através das respectivas alterações que lá iam acontecendo e a fazer jus aos bons exemplos com toda a comoção e sentimento. Pois era esta a primeira das condições na condição natural evolutiva de ser: pelas vias do sentimento.

Entretanto nesta nossa nova era de usos economicistas e políticas de regras e leis e em seus mercados competitivos, a comoção posta de lado, tem vindo progressivamente a dar lugar a essa coisa, chamada de "razão", e nessa tal "razão" que convenientemente foi associada à tal "inteligência", em inteligência ou nome este, feito e refeito pelas modernas ciências do que é humano e em "razão" essa, que com ou sem inteligência está-se a tornar numa consciência, que afinal talvez seja mais que inconsciente, e precisamente por se pautar por completa isenção de sentimento ou comoção.

E sobre a "razão", Kant até tem ensinado ao mundo: os afectos e os sentimentos, que são o que ele designa de inclinações, não são tidos em consideração e até excluindo-os completamente da razão…

Eis-nos perante esta nova e paradigmática condição de desumanidade e em que condição de se ser. Condição esta, de uma condição que parece como a única a ter de ser praticada: a de se ser desumano com todas as estratégias ou nas muitíssimas formas inteligentes e que estão serviço dessa mesma obrigatória condição de se ser.
E sendo a condição um factor lógico e que diz respeito à condição das condições que lhe são inerentes ou adjacentes e em que qualidade ou qualificações de quais viabilidades práticas. E em condição esta e de um Homem este, que se tem querido desvincular da Terra e da esfera do que é doméstico, deixando para trás o trabalho, enquanto homem de "razão" que não se quer escravo de necessidades, e a querer pois entrar na polis ou na esfera do espaço publico ou político, enquanto Homem livre.

Mas afinal que Homem livre é este, que pretende a liberdade somente para si, mas a permitir que se continue com outras tantas vias de leis inviáveis de escravizar os outros?

Engano este, o do Homem e em qual liberdade ou em que condição humana esta, no querer-se com a "razão", numa qualquer "razão" que a posiciona à condição desumana, para no final de contas e afinal, vir a submeter-se a si mesmo, a tudo e a todos, à maior das escravidões de se ser.

20 % em Hóteis? Injustiça fiscal!!!! disse...

MAIS OUTRA ASNEIRADA FISCAL DO LADO SOCIALISTA. DA Dr.ª ISABEL JORGE E DEPUTADOS PS...

PARA FAZER UM "BONITO" NO HOTEL RURAL, E SOBRETUDO, JUNTO DO «HOTEL DA PÓVOA», DE "MEMORÁVEIS MOMENTOS" DO PS POVOENSE,

QUEREM AVANÇAR COM A PROPOSTA DE 20 % DE HÓTEIS NO IRS! UMA INJUSTIÇA FISCAL A TODA A PROVA...

UM CASAL HUMILDE COM DOIS SALÁRIOS MINIMOS E 250 EUROS DE DESCONTOS, COM 2500 EUROS DE RENDAS DE UM T3 PARA HABITAÇÃO, FEITAS AS CONTAS, NADA GANHA NO IRS...

UM CASAL AVANTAJADO, COM BONS SALÁRIOS E LOGO BONS DESCONTOS, QUE GASTE OS MESMOS 2500 EUROS POR POUSADAS HISTÓRICAS E QUINTAS TURÍSTICAS, ACABARIA POR TER 500 EUROS DE RETORNO NO IRS...

ISSO É JUSTIÇA FISCAL, SENHORA DEPUTADA?

CM - ADDVB, Festa de Solidariedade disse...

Póvoa de Lanhoso: Festa de solidariedade

Lurdes Marques

A Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga (ADDVB) organiza, hoje, a partir das 22 horas, uma festa de solidariedade, no Cyber Concerto, na Póvoa de Lanhoso.
Domingos Silva, presidente da Associação de Apoio aos Deficientes Visuais convida toda a população a unir-se a uma iniciativa que pretende angariar fundos para o desenvolvimento das actividades da associação.

A festa conta com a presença de Fernand o Rocha, um dos humoristas mais conhecidos de todo o país, que promete momentos de grande animação.
Destaque ainda para a participação dos DJ West, Rui e Cirilo.
Organizada pela Associa-ção de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga e pelo Cyber Concerto, a festa conta ainda com o apoio da Associação Portuguesa de DJ’s.
Além de passar uma noite animada, pode contribuir para uma causa social ajudando a associação.

(Correio do Minho, 10-04-09)

João Gonçalves disse...

Um abraço para o Rui do Cyber Concerto, na Póvoa de Lanhoso e, para a Associação de Apoio aos Deficientes Visuais do Distrito de Braga (ADDVB).

Uma boa noite de divertimento e alegria entre todos os presentes esta noite.

Monsul disse...

O pequeno/grande presidente de Monsul vai ver-se confrontado com uma lista do PS?! Não se intemide senhor Bernardo, vc é um mercedor e, os Monsulenses vão estar do seu lado...

Boa sorte.

Aristides disse...

Aristides

A CDU da, ou, na Póvoa de Lanhoso, deveria andar mais atenta e mais depressa, arranjar candidatos em todas as freguesias do concelho.
Talvez ganhasse algumas juntas de freguesia, quando se fala em jogadas políticas, cito, em Sobradelo da Goma.
Talvez ganhasse onde houvesse um só candidato, como em Moure, porque também não há escolha.
Talvez ganhasse onde os candidatos não são à altura, como Ajude, e Águas Santas.
Talvez ganhasse onde um candidato é boa pessoa mas tem pouca cultura, caso de Brunhais.
Talvez ganhasse onde um candidato é casmurro, caso de Serzedelo.
Hoje toda a gente perdeu o tabu ao PCP, agora o comunismo é Democrático e, nada tem a ver com a antiga Rússia.
Hoje em dia quem conta são as pessoas e a cultura.
Um dia que não precise de trabalhar hei-de revolucionar a CDU e, talvez ser um dia Candidato à Câmara da Póvoa de Lanhos.

Um abraço de Várzeas.

Santo Emilião disse...

Póvoa de Lanhoso: Talho de Santo Emilião assaltado em dia de bom negócio com cabritos.

Pediu anho e levou 1500 euros.

Apresentou-se no talho "como um cliente normal", até se identificou e encomendou um anho para a festa pascal. Mas depressa tudo se alterou radicalmente. No talho Santo Emilião, Póvoa de Lanhoso, o jovem Eliseu Carvalho nem queria acreditar quando o suposto cliente puxou de uma pistola e exigiu o dinheiro da caixa.




"Quando vi a pistola apontada para mim, vi as coisas muito complicadas. Eu só pedia para ele ter calma, mas o único nervoso era eu. Nem sei como é que o coração não deu um colapso", desabafou ao CM Eliseu Carvalho, recordando os momentos de pânico vividos na tarde de quarta-feira.

O falso cliente identificou-se como Luís Félix, ficando de levantar às 10h00 de ontem o anho encomendado. Só nessa altura exibiu a pistola e ameaçou o funcionário, que estava sozinho. Mantendo sempre muita calma, o assaltante – com cerca de 35 anos, 1,80 m e cabelo pelos ombros – pegou em cerca de 1500 euros em dinheiro e vários cheques, entretanto já cancelados. Encaminhou depois o funcionário para o interior de um pequeno escritório, onde ficou sequestrado cerca de dois minutos.

"Logo que saí, corri a toda a velocidade, mas já não vi nada", contou Eliseu, reconhecendo que o assaltante soube escolher o dia, já que o negócio foi bastante produtivo, graças à venda de vários cabritos, incluindo para outros talhos.

Entre a vida e a morte... 2002 disse...

NO SUPOSTO, IMAGINEM QUE, ACONTECEU NESTA PÁSCOA E NA SUA FAMÍLIA!?

Entre a vida e a morte... 2002


- PAI-NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU;
Rezava o velho, na cama do hospital,
Gelado, com um ar triste e cansado...
- SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME;
O soro frio corria-lhe nas veias e nas artérias,
gota-a-gota horas a fio...
- VENHA A NÓS O VOSSO REINO;
Chega o médico, vê o estado do doente com fragilidade,
manda um ajudante levá-lo a fazer exames e análises...
- SEJA FEITA A VOSSA VONTADE;
O homem regressou à sua hospitalidade,
ainda mais tenso e com falta de ar, mas continuava a rezar...
- ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU;
Assiste-o o enfermeiro, que de imediato lhe dá uma pica no braço
e o põe a fazer uma transfusão de sangue...
- O PÃO-NOSSO DE CADA DIA NOS DÁ HOJE;
O sangue frio corria-lhe nas veias e nas artérias,
gota-a-gota horas a fio...
- PORDOAI AS NOSSAS OFENSAS;
O doente estava com anemia, a tensão estava baixa,
não lhe doía nada, mas estava muito cansado e confuso...
- A QUEM NOS TEM OFENDIDO;
Depois de tantas horas, o velho não reagia, seu coração estava cansado, a família estava à espera do pior...
- NÃO DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO;
Chegou o padre para o confessar, rezava cada vez mais baixinho,
só num mexer de lábios...
- MAS LIVRAI-NOS DO MAL;
Estas horas de aflição rezou com medo da morte,
e rezou pela vida toda, por antes nunca ter tempo de rezar...
- ÁMEM;
E sucumbiu...

Baseado no sofrimento do fim da vida...

O Crítico tem autonomia de censurar!

http://inspiracaodoautor.blogspot.com./ pág. 0163

http://www.youtube.com/watch?v=2kyuyFqOzYk disse...

http://www.youtube.com/watch?v=2kyuyFqOzYk

Anónimo disse...

Falando em "Cultura"


O Sr. Aristides é muito rapido em criticar e nomear terceiros, acha-se com uma cultura acima da media!!! pois nota-se que a sua própria cultura tem muito que se lhe diga.

Quando fala de comunismo devia de estar atento, não a história do passado mas ao que está acontecendo no presente.

Um concelho...saia do buraco onde se enfiou e abra os olhos para alem da maldade, e páre de usar o velho ditado "chama-lhe p _ _ a antes que te chamem a ti"
porque esses tempos ja la vão.

Antes de criticar as outras freguesias devia de olhar para a sua própria conduta em Sobradelo da Goma.

Um abraço de Lameiras

Anónimo disse...

Ai Tides Tides o Batista não te deu taxo agora queres arranjar taxo e a gente da tua terra não te passa cartuxo senão já lá estavas mas tu és troca tintas até a CDU te interesa pelo taxo Tides Tides o Batita ainda te vai mandar para casa ou assentar paralelo como o Tita poe te fino

Ela hoje bem com o marido ou com o amante? disse...

Vai uma aposta!
Ela hoje bem com o marido ou com o amante?
-amante
-amante
-amante
-amante
-marido
-amante
-marido
-amante
-amante
-marido
-amante
Claro ganharam os apostadores que votaram amante!

É assim uma cena triste contada apenas com duas letras e, estas duas letras retrata muita coisa, como se diz, meia palavra vasta...
A vericidade da história é redicula, mas verdadeira, contada pela segunda pessoa...
O pior, não sei se é realmente o pior, mas tem a ver com alguém da Póvoa de Lanhoso fora do nosso país.
Mais a primeira pessoa a quem refiro esta peça teve o previlégio de trocar o seu amante por o amante de outra colega a viver bem perto da Vila e a morar no estrangeiro.
Não falo mais, porque pouco mais sei, e o que sei vou guardar para mim.
Coitados dos Cornos, sendo boas pessoas estão no rediculo, um deles já a deixou o outro parece gostar...
Posso adiantar que um deles é Transmontano o outro Barcarense, elas já conhecidas por alguém no nosso meio na Póvoa por qualqueres e por alguém umas santinhas...

Descubram-nas

Anónimo disse...

Caros bloguistas, têm acompanhado o CasadasAgras? Tem publicado alguns posts que considero interesantes. Merece visita.

Polícias homossexuais disse...

Nacional

Polícias homossexuais discriminados pelo Ministério da Administração Interna
Sindicato critica omissão de orientação sexual na revisão dos estatutos do pessoal da PSP

O Sindicato Unificado da PSP quer a não-discriminação por orientação sexual incluída na revisão dos estatutos da PSP, que está a decorrer. Exigência que o Sindicato faz chegar esta segunda-feira ao Ministério da Administração Interna.

A proposta do MAI não plasma no seu artigo 8.º a orientação sexual, entre um conjunto de razões que não podem levar à discriminação, contrariando o princípio da igualdade da Constituição. Ao preterir tal razão, o projecto permite não só que a PSP aja com destrinça em relação aos cidadãos LGBT [lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros], como atinge os homossexuais que preenchem as fileiras daquela força de segurança.

Segundo Peixoto Rodrigues, líder do Sindicato Unificado da PSP [SUP], qualquer agente com orientação sexual diferente não poderá queixar-se de discriminação quando esta não é proibida em relação a concidadãos. "É uma visão retrógrada de determinado sector da PSP, para quem a homossexualidade é alvo de chacota", explicou, salientando a necessidade da proposta "acompanhar a evolução da sociedade".

Este é um dos pedidos de alterações aos artigos que a SUP entrega hoje ao secretário de Estado da Administração Interna, no âmbito da segunda ronda de negociações com as forças sindicais [são nove], iniciadas a 11 de Março.

"Há homossexuais na Polícia e são excelentes profissionais", reforça Peixoto Rodrigues, dando conta de que o SUP estuda a criação de uma ala dedicada aos agentes com orientação sexual diferente [ver caixa ao lado].

Se para o SUP - terceira força mais representativa do sector - o tema não é tabu, já no Sindicato dos Profissionais da Polícia (SPP) é quase negado. "Não me parece que na PSP exista [homossexualidade]. É um mundo muito masculino. Desconheço completamente", diz António Ramos, da SPP, mesmo depois de confrontados com os casos retratados pelo JN [ver página ao lado], com a intermediação do site Portugalgay.

Já Paulo Rodrigues, da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia, que ontem reuniu com o MAI, apesar de definir a PSP como uma "instituição muito conservadora", acredita que é altura para assumir que há homossexualidade nesta força. "É a primeira vez que se fala neste assunto. Mas é uma realidade. Ninguém quererá voltar ao passado, quando essas pessoas eram enxovalhadas".

Questionado, pelo JN, o MAI prometeu corrigir a falha no projecto de forma a contemplar a orientação sexual. Intenção veiculada também pela direcção nacional da PSP.

Espero um candidato da Póvoa de Lanhoso à CDU, força. disse...

Afinal foi preciso atir-lhes pedras para se decidirem candidatar às Autarquicas na Póvoa de Lanhoso.
Agora quero ver se vai haver candidatos nas freguesias, caso contrário pouco vale a candidatura à Camâra.
A ser verdade, aida não saiu a notícia no espaço da CDU?!!!...
Quero ver se a Freguesia de Monsul e Sobradelo da Goma tem mesmo um candidato como já o afirmaram nestes postes e nestes blogues povoenses que toda a gente leu!?
Bem perciso é haver um candidato para a CDU, pena é não haver um candidato para o CDS/PP.
Tornava-se mais interessante a corrida para a Camâra!
Espero um candidato da Póvoa de Lanhoso à CDU, força.

Anónimo disse...

Os autores aqui na foto bem merecem homenagens.

http://portugal-na-suica.blogspot.com/2008_05_01_archive.html disse...

http://portugal-na-suica.blogspot.com/2008_05_01_archive.html

http://portugal-na-suica.blogspot.com/ disse...

Moradia e trabalho na Suíça
Os estrangeiros que queiram morar na Suíça (ou já têm um emprego garantido no país), precisam de um visto de residência e trabalho.

A situação particular do pretendente determina que tipo de visto ele irá receber.

O único caminho possível para obter-se um visto de residência e trabalho é a partir de um emprego na Suíça ou casamento com um cidadão ou cidadã suíça.

Muitos estrangeiros trabalham nas organizações internacionais em Genebra e têm, por isso, pouca dificuldade para obter um visto.

Para aqueles que não se casaram com suíços e querem, assim mesmo, disputar um emprego no mercado de trabalho, o caminho é penoso.

Apesar do baixos nível de desemprego (em comparação com outros países da Europa, a Suíça pode ser considerada um paraíso da ocupação: em 2001, o desemprego era de apenas 1,9% e aumentou em 2002 para 2,8%. A média européia em 2001 ficou em torno de 7,4%), existe uma obrigação para o empregador de dar preferência ao trabalhador suíço ou já residente no país.

Devido os acordos bilaterais com a União Européia, a segunda prioridade no mercado no mercado de trabalho, depois dos suíços, é dada aos cidadãos da UE.

Cidadãos de outros países fora da União Européia têm as piores cartas: eles são obrigados a se sujeitar a restritivas normas de contingentes de mão-de-obra.

Isso significa que somente se uma empresa estiver realmente interessada e conseguir provar às autoridades a necessidade da contratação, é que o visto poderá sair.

casa do Benfica da Póvoa de Lanhoso disse...

Casa do Benfica da Póvoa de Lanhoso

Em resposta:
Caro (a) anónimo (a) que preferiu fazer-me a pergunta seguinte:

"Quelhas que nos diz a esta proeza dos miúdos da Casa do Benfica? Não é de louvar?

30 de Abril de 2009 22:07"

Vou-lhe dizer, fiquei surpreendido quanto a uma equipe de futebol pertence á Casa do Benfica da Póvoa d Lanhoso, situada da Minha terra, Sobradelo da Goma!

Faz hoje precisamente onze meses que cheguei á Suíça, e uns dias antes de partir de viagem, fiz uma entrevista ao senhor presidente da Casa do S.L.B. da P.V.L., Guilherme Ramos, que, saiu no jornal Gazeta Lusófona, o mais cotado em Zurique e Luzerna. Ofereci gratuitamente uma publicidade na mesma comunicação. Fiquei de arranjar sócios para a casa, mas com tanto desemprego na Suíça e falta de tempo, não é fácil, fê-lo em Portugal antes de vir!

Sou Sócio n.0 25, de facto não é porque goste assim muito de futebol, a esta parte já gostei bastante mas a corrupção tem me afastado, sempre adorei o atletismo, modalidade que era bastante bom, mas a casa do S.L.B. da P.V.L. é uma imagem do meu concelho, e, por isso tenho um hi5 ligado a muitas casas do Benfica em Portugal para publicitar!

Estou contente pelo facto de existir uma equipa ligada ao Benfica povoense, vai em primeiro, mesmo que fosse em último era de louvar. Estou triste por não haver comunicação comigo, aliás já falei com duas pessoas ao telefone ligadas á casa, Simão e Martinho e, nada me falaram, fica a casa a perder, pois poderia fazer grátis mais publicidade através do Jornal e do hi5!

Tal como algumas pessoas, já fiz algo pela casa do S.L.B., ao contrário de outras que não erguem uma palha. Foi através de mim que por duas vezes, a maior parte dos artistas povoenses estiveram presentes na casa, no lançamento e festa do meu livro "Inspiração do Compositor" designado por, “Ajudar a casa do Benfica a crescer” associado a outras culturas, assim como obras de arte e artesanal. Foi tema de jornal na imprensa povoense por várias vezes a título grátis.

De verdade custa-me a acreditar que, haja uma equipe de futebol das camadas jovens na casa onde sou sócio, e muito já fiz por ela, e ninguém me ter comunicado. São uns tristes, fazia, lá falta o senhor Castilho para revolucionar a escrita e a promoção via internet...

Hi5: casadoslbdapvl@sapo.pt

Para informações sobre a casa e publicidade ou escrita para o jornal: inspiracaodoautor@sapo.pt

Arquivo do Blogue

Imagens

Loading...

Linda Póvoa

Loading...

(Mensagens antigas)

POR FAVOR, PARA VER TODOS OS TEXTOS, CLIC NO FIM DE CADA PÁG. (Mensagens antigas)